24 dezembro 2007

Mensagem de Natal




Fui a Belém, início do meu caminho,
Levando ouro, incenso e mirra
E admirei o sono do Menino
Que a humanidade salvaria.

Pesquei com Ele em Cafarnaum
Ao lado de Tiago, André e João
E não teria ido a lugar algum
Não fosse por Ele cumprir Sua missão.

Em Jerusalém acenei-Lhe as palmas.
Bendito fruto maduro daquele ventre
Bendito salvador de almas,
Cristo, o Ungido, que entre

Mártires os Cristãos convoca
À Oração e ao Amor do Pai,
Olhando por nós do Gólgota
Ecoando eternamente: Perdoai!

E por fim O vi ressuscitado
Com a Fé de que o pendor
Desse Jesus não mais crucificado
É ser o próprio Deus encarnado -
- De Luz e de Esplendor.

5 comentários:

Gerana disse...

Alexandre: por tais versos, sinto-me apaziguada!

tita coelho disse...

Alê...tô atrasada mais cheguei!! Muita felicidade pra ti e tudo mais tudo de bom que o mundo pode te dar!!!!
Voltei do meu recesso rsrs
beijocas

tita coelho disse...

Alê...não postou ainda lá no esperas o poema...... Coloca lá que fiquei curiosa!!
beijos meus

CresceNet disse...

Gostei muito desse post e seu blog é muito interessante, vou passar por aqui sempre =) Depois dá uma passada lá no meu site, que é sobre o CresceNet, espero que goste. O endereço dele é http://www.provedorcrescenet.com . Um abraço.

Carolina disse...

Ah, lindo!!!
Feliz Natal (atrasado) e um ano novo cheio de paz, saúde, felicidade e poesia...
Bjos..